Prefeito de SP compara rachadura em ponte a mancha de pele: ‘pode ser por limão ou um câncer’

  • Por Jovem Pan
  • 21/11/2018 09h19
Newton Menezes/Estadão ConteúdoSegundo Covas, nesta quarta-feira (21) a Secretaria de Subprefeituras “está corrigindo aquela deficiência e poderá liberar o viaduto o mais rápido possível para a população”

Somado ao viaduto que cedeu no último dia 15 na Marginal Pinheiros, foi constatada na cidade uma grande rachadura na Ponte do Limão, na zona norte da capital paulista. Motoristas que passam no local mostram preocupação e a ponte chegou a ter uma faixa interditada para fiscalização.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas fez um paralelo entre constatação visual e identificação de uma patologia no local.

“Qualquer tipo de rachadura em viaduto pode ser encarada como mancha de pele. Pode ser fruto apenas de um limão que caiu na pele e foi queimada pelo sol ou pode ser um câncer de pele. É preciso estudar para verificar qual a verdadeira patologia. Ali, na Ponte do Limão, por mais feio que ficasse a olho nu, não há nenhum risco estruturante”, garantiu o tucano.

Segundo Covas, nesta quarta-feira (21) a Secretaria de Subprefeituras “está corrigindo aquela deficiência e poderá liberar o viaduto o mais rápido possível para a população”.

Confira a entrevista completa com o prefeito de São Paulo, Bruno Covas: