Prefeitura ainda não define beneficiados por conjunto habitacional no largo do Paissandú

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2018 06h55 - Atualizado em 05/06/2018 08h01
Agência BrasilA Prefeitura disse que as famílias beneficiadas só serão definidas após as tratativas entre as três esferas de governo e o início efetivo da construção

A Prefeitura de São Paulo disse que ainda não definiu quais famílias serão beneficiadas pela construção de um conjunto habitacional no largo do Paissandú.

O município divulgou nota nesta segunda-feira (04) afirmando que ainda avalia a possibilidade de erguer um empreendimento no mesmo lugar onde ficava o edifício Wilton Paes de Almeida.

A obra pode sair a partir de um entendimento entre a cidade, o governo do Estado e a União.

O secretário municipal da Habitação, Fernando Chucre, chegou a dizer que o empreendimento já seria construído com a chamada demanda vinculada. Ou seja, direcionado especificamente para as vítimas do desabamento.

Mas agora, a Prefeitura disse que as famílias beneficiadas só serão definidas após as tratativas entre as três esferas de governo e o início efetivo da construção.

Hoje são mais de 28 mil famílias recebendo auxílio-aluguel e aguardando atendimento habitacional definitivo em toda a cidade.

Outras 110 mil famílias estão cadastradas nos programas habitacionais e também aguardam atendimento.

A administração municipal espera entregar 25 mil moradias até 2020.

*Informações do repórter Tiago Muniz