Prefeitura contrata construtora para recuperar em um prazo de seis meses viaduto que cedeu

  • Por Jovem Pan
  • 23/11/2018 08h24
Ronaldo Silva/Estadão ConteúdoO prazo de 180 dias é o período máximo que a lei permite para os contratos de emergência sem licitação

A Prefeitura de São Paulo contratou, de forma emergencial, a construtora JZ Engenharia e Comércio LTDA. para a recuperação da estrutura do viaduto que cedeu na Marginal Pinheiros na última semana.

O contrato tem um prazo de 180 dias, ou seja, seis meses, mas esse período não será necessariamente utilizado em sua totalidade. A recuperação pode ser terminada antes. O prazo de 180 dias é o período máximo que a lei permite para os contratos de emergência sem licitação.

O despacho da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras, que oficializou a contratação, foi publicado no Diário Oficial da Cidade nesta quinta-feira (22). A empresa atua desde o primeiro dia do incidente, por isso 15 de novembro é dado como a data de início de trabalhos no local.

A Prefeitura de São Paulo concluiu a colocação de estacas no viaduto da marginal Pinheiros e se prepara para levantar a estrutura com o uso de macacos hidráulicos. Apesar do progresso nessa fase, a administração ainda não é capaz de explicar o método de reconstrução e nem dar prazo para o reparo.

*Informações do repórter Tiago Muniz