Prefeitura de São Paulo anuncia reajuste de 3,5% no IPTU para 2020

  • Por Jovem Pan
  • 26/12/2019 07h08 - Atualizado em 26/12/2019 07h15
Arquivo/Agência BrasilO aumento de 2020, segundo a Prefeitura de São Paulo, será aplicado sobre os valores unitários de metro quadrado de construção e de terreno

O reajuste de 3,5% no IPTU, pouco acima da inflação do período, passará a valer a partir de 1º de janeiro para imóveis inscritos na capital paulista. A inflação acumulada em 12 meses, até novembro, medida pelo IPCA, foi de 3,27%.

De acordo com a Prefeitura, haverá um incentivo para quem pagar o imposto à vista. Até a data de vencimento normal da primeira parcela, terá um desconto de 3%.

O prefeito Bruno Covas repete os mesmos reajustes e descontos do ano passado para esse ano. O último aumento de IPTU na cidade de São Paulo foi também de 3,5% — no início de 2019 — e o desconto para pagamento à vista também foi de 3%.

Ao longo do ano, porém, houve muitas reclamações com os aumentos, que chegaram até 50% em alguns casos. O aumento do IPTU acima de 10% é vetado em lei aprovada em 2014.

O aumento de 2020, segundo a Prefeitura de São Paulo, será aplicado sobre os valores unitários de metro quadrado de construção e de terreno e também sobre os valores das multas provenientes da prática de ilícitos administrativos tributários e os valores venais.

Na semana passada, a Prefeitura e o Governo do Rstado já tinham anunciado um aumento de R$ 0,10 na tarifa de ônibus, trens e metrô — que passará de R$ 4,30 para R$ 4,40.

*Com informações do repórter Victor Moraes