Prefeitura de São Paulo revoga decreto que transformava Praça Pôr do Sol em parque

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2017 08h48 - Atualizado em 22/09/2017 11h33
A Praça Pôr do Sol, no entanto, ainda lidera as queixas dos moradores da região pela falta de zeladoria e segurança

A Praça Pôr do Sol, que na gestão do ex-prefeito Fernando Haddad foi transformada em parque, volta a ser uma praça.

Na prática, a ação devolve a zeladoria do espaço, um dos cartões postais da capital, para a responsabilidade da Prefeitura Regional de Pinheiros, e não mais da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente.

A medida foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (21), revogando o decreto da gestão anterior. A ideia anterior era cercar a praça, localizada no alto de Pinheiros, Zona Oeste da capital, mas o projeto não vingou.

Agora, segundo o prefeito regional de Pinheiros, Paulo Mathias, o objetivo é incluir o local no programa “Adote uma Praça”, e a mudança é positiva: “ela é benéfica justamente no sentido de simplificar a adoção por parte de moradores e iniciativa privada essa praça. Estamos agora em busca de parcerias”.

Paulo Mathias acrescentou que já houve reunião nesta quinta-feira (21) com membros das polícias Militar e Civil, Guarda Civil Metropolitana e associação de moradores, para integrar as ações: “trazer novas atividades, reocupar de forma diferente, principalmente nas madrugadas. Eu particularmente sou contra qualquer tipo de cercamento na praça, mas tudo está sendo estudado e feito com os moradores do entorno”.

A Praça Pôr do Sol, no entanto, ainda lidera as queixas dos moradores da região pela falta de zeladoria e segurança.

Na noite de terça-feira, um estudante de 22 anos foi baleado após sofrer uma tentativa de assalto nas imediações.

*Informações do repórter Fernando Martins