Prefeitura de SP garante que mudanças na licitação dos transportes não prejudicam passageiros

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2018 07h57
Divulgação/SPTransA prefeitura afirma que as mudanças vão "modernizar" o sistema, mas o texto traz algumas mudanças polêmicas

Em São Paulo, a nova licitação do transporte público continua preocupando quem anda de ônibus. O edital já passou por consulta pública e a versão final deve sair nos próximos dias.

A prefeitura afirma que as mudanças vão “modernizar” o sistema, mas o texto traz algumas mudanças polêmicas.

Entre elas, a desativação de algumas linhas e um número menor de veículos circulando pela cidade.

A Secretaria Municipal dos Transportes estima um aumento 4% no total de baldeações – que é quando o passageiro desce de um ônibus e embarca em outro.

O secretário Sérgio Avellada disse que o atendimento não será prejudicado e afirmou que os ônibus vão chegar aos bairros mais distantes.

Segundo o Secretário Sérgio Avelleda, a prefeitura quer colocar nas ruas veículos maiores, com mais assentos.

A expectativa é de que, com menos ônibus circulando, aumente a velocidade média nos corredores e faixas exclusivas.

Segundo o Secretário dos Transportes, Sérgio Avelleda, as mudanças começam a ser implementadas em 2019 e o processo termina depois de três anos, em 2022.

*Informações do repórter Vitor Brown