Prefeitura e governo de SP anunciam nesta segunda PMI para concessão do Bilhete Único

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2017 07h14
Câmeras monitorarão possíveis fraudes do uso do bilhete único na máquina validadoraNeste momento, as empresas a apresentar o que elas poderão oferecer em termos de exploração de receitas acessórias ligadas ao Bilhete Único

A Prefeitura e o governo de São Paulo lançam nesta segunda-feira (28) a primeira etapa do processo de concessão da gestão do Bilhete Único à iniciativa privada.

O anúncio deve ser detalhado por João Doria e Geraldo Alckmin em cerimônia que será realizada no Palácio dos Bandeirantes. O que será apresentado é um Procedimento Preliminar de Manifestação de Interesse, ou PMI.

Neste momento, as empresas a apresentar o que elas poderão oferecer em termos de exploração de receitas acessórias ligadas ao Bilhete Único.

Ou seja, os interessados devem demonstrar que outros serviços eles poderão realizar associados ao sistema de bilhetagem.

Uma possibilidade nesse sentido é fazer com que o cartão não sirva apenas para o transporte, mas também como cartão de débito, crédito ou de outros benefícios.

A Prefeitura afirma que a manutenção do Bilhete Único custa aos cofres públicos quase R$ 160 milhões todos os anos.

A SPTrans gerencia mais de 14 milhões de cartões ativos, essa base de dados também é de grande interesse da iniciativa privada.

*Informações do repórter Tiago Muniz