Prefeitura, Estado e União prometem entregar 1,2 mil moradias populares em SP

  • Por Jovem Pan
  • 07/02/2018 06h51
Tiago Queiroz/Estadão ConteúdoO governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria assinaram nesta terça-feira (06) a liberação dos recursos em parceria com a Caixa Econômica Federal

Em conjunto, Prefeitura, Estado e União prometem entregar 1,2 mil moradias populares dentro de um ano e dois meses na cidade de São Paulo.

O governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria assinaram nesta terça-feira (06) a liberação dos recursos em parceria com a Caixa Econômica Federal.

Todas as unidades serão construídas na Zona Leste da Capital, nos bairros de Itaim Paulista e Ermelino Matarazzo.

O presidente da Cohab, Edson Aparecido, disse que as moradias já têm destino certo: “primeiro temos que atender ao cadastro da Cohab da Secretaria de Habitação. Nós temos também famílias vinculadas a programas de área de risco”.

Do total de R$ 163 milhões, mais de 73% da verba é garantida pelo Governo Federal.

O secretário estadual da habitação de São Paulo, Nelson Baeta Neves, explicou como se dá a divisão de atribuições entre os três Poderes: normalmente as prefeituras viabilizam terrenos e infraestrutura e Estado e União constroem as edificações. Com isso, os três poderes contribuem de maneira conjunta para a produção de mais unidades”.

Todas as unidades serão destinadas a famílias com renda mensal de até R$1,8 mil, obedecendo a critérios do Programa Minha Casa Minha Vida. As obras devem começar depois do Carnaval.

*Informações do repórter Tiago Muniz