Prêmio Nobel da Paz de 1987, Oscar Arias é denunciado por assédio sexual

  • Por Jovem Pan
  • 06/02/2019 06h56
EFEDuas vezes presidente da Costa Rica, de 1986 a 1990 e de 2006 a 2010, Oscar negou a acusação e afirmou que vai se defender nos tribunais

O ex-presidente costa-riquenho e Prêmio Nobel da Paz de 1987, Oscar Arias, de 78 anos, foi denunciado por assédio sexual contra uma médica e ativista Alexandra Arce von Herold.

Duas vezes presidente da Costa Rica, de 1986 a 1990 e de 2006 a 2010, Oscar negou a acusação e afirmou que vai se defender nos tribunais.

A acusação apresentada na segunda-feira (04) foi divulgada pelo Semanario Universidad, segundo o qual a médica e ativista teria sofrido o assédio em dezembro de 2014, durante visita à casa de Oscar Arias em San José.

A mulher também enviou o registro da ação ao jornal americano The New York Times, que publicou a matéria.

De acordo com o relato de Alexandra, ela foi pedir apoio para a campanha de uma ONG internacional para o Nobel da Paz e, quando terminaram, ela se levantou, virando de costas para ele. Foi aí que ela foi agarrada a força e tocada nos seios.

Segundo Alexandra, o episódio causou graves transtornos em sua vida e a obrigou a se afastar da direção da ONG que tinha fundado na Costa Rica.

A denúncia ocorre em um momento em que Oscar Arias enfrenta acusações na Justiça por autorizar em 2008 um projeto de mineração, com base em informações falsas.

*Informações do repórter Victor Moraes