Presidente da ADPF minimiza críticas à prisão de Temer: ‘Absolutamente normal’

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2019 08h43
Divulgação/ADPF“Historicamente, sempre se aponta erros, mas a Lava Jato vem seguindo, no geral, boa técnica", disse

O ex-presidente Michel Temer foi preso nesta quinta-feira (21) após mandado expedido pelo juiz federal Marcelo Bretas, no âmbito da Lava Jato no Rio de Janeiro. A medida foi criticada por defensores do emedebista e acusados em outras fases da operação de combate à corrupção.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o presidente da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF), delegado Edvandir Paiva, disse que a crítica é “absolutamente normal” e que os advogados “exercem o direito de defesa”.

“Historicamente, sempre se aponta erros, mas a Lava Jato vem seguindo, no geral, boa técnica, não me parece que ontem tenha sido exercido nada fora do regular”, afirmou.

O ex-presidente Temer foi preso preventivamente, como explicou Edvandir Paiva: “é medida cautelar para assegurar o cumprimento da lei para alguém que pode evadir do país, continuar praticando crimes ou destruir provas. Pelo informado, foi que as pessoas poderiam atrapalhar as investigações, já que os agentes investigadores estavam sendo monitorados pelo grupo criminoso”.

Confira a entrevista completa com o presidente da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal, delegado Edvandir Paiva: