Presidente da Argentina, Alberto Fernández é denunciado por festa na pandemia

Em julho do ano passado, mandatário promoveu um evento na residência oficial para celebrar o aniversário da primeira-dama, Fabiola Yánez

  • Por Jovem Pan
  • 27/08/2021 07h20 - Atualizado em 27/08/2021 09h20
DivulgaçãoApós a repercussão, Alberto Fernández pediu desculpas e reconheceu que o evento não deveria ter acontecido

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, foi denunciado por violar as restrições sanitárias impostas por ele mesmo como forma de conter a pandemia de Covid-19. Em julho do ano passado, em plena quarentena, o presidente e um grupo de convidados celebraram o aniversário da primeira-dama, Fabiola Yánez, na residência oficial. Fotos da festa mostram que os participantes do evento sem máscara de proteção ou distanciamento. Na época, o país estava com duras restrições, incluindo a proibição de encontros sociais. Após as imagens da comemoração repercutirem, Fernández pediu desculpas e reconheceu que o evento não deveria ter acontecido. Pouco antes da decisão sobre a decisão de indiciamento, no entanto, ele entregou à Justiça um documento pedindo que a denúncia seja indeferida. Segundo o presidente, o caso é um crime de perigo abstrato e que não havia danos à saúde pública. O episódio desgastou a imagem de Alberto Fernández, sobretudo às vésperas das primárias pra as eleições legislativas de novembro.

*Com informações da repórter Carolina Abelin