Presidente do México promete grande prudência à ameaça tarifária de Trump

  • Por Jovem Pan
  • 01/06/2019 08h24
EFE Trump promete tarifa de 5% em todos os bens importados do México a partir do dia 10 de junho

Continua a escalada de declarações e o aumento das tensões comerciais entre Estados Unidos e México, depois que o presidente norte-americano Donald Trump anunciou a intenção de tarifar produtos do país latino devido à incapacidade de conter o fluxo de imigrantes ilegais.

Nesta sexta-feira (31), o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, afirmou que responderá com grande prudência às ameaças tarifárias do republicano, e pediu que os mexicanos se unam para lidar com o desafio.

Obrador informou ainda que o ministro das Relações Exteriores do país, Marcelo Ebrard, estará em Washington para tentar convencer o governo dos Estados Unidos de que as medidas anunciadas não atendem aos interesses das duas nações.

De acordo com Donald Trump, será imposta uma tarifa de 5% em todos os bens importados do México a partir do dia 10 de junho, e a alíquota deve aumentar gradualmente até que o fluxo de imigrantes ilegais chegue a um fim. O teto seria de 25% a partir de primeiro de outubro.

No Twitter, o presidente norte-americano alega que o governo mexicano “deve recuperar” o controle do país das mãos dos cartéis de drogas. Segundo ele, as taxas devem ajudar a deter o fluxo de entorpecentes na fronteira. O republicano também acusa o México de fazer fortuna e levar vantagem sobre os Estados Unidos por décadas.

Donald Trump ainda culpou o Partido Democrata e as leis imigratórias pela situação nas fronteiras, e prometeu retornar ao país as empresas automotivas que abriram fábricas no território mexicano.

*Com informações do repórter Matheus Meirelles