Presidente palestino rompe relações com EUA e Israel

  • Por Jovem Pan
  • 03/02/2020 08h05 - Atualizado em 03/02/2020 08h27
EFEA organização rejeitou o projeto norte-americano e afirmou que ele não respeita os direitos e aspirações do povo palestino

O presidente palestino Mahmoud Abbas anunciou neste fim de semana o rompimento de todas as relações com Estados Unidos e Israel. A declaração aconteceu durante uma reunião extraordinária da Liga Árabe, no Cairo, para analisar o plano de paz de Donald Trump para a região.

A organização rejeitou o projeto norte-americano e afirmou que ele não respeita os direitos e aspirações do povo palestino. De acordo com Abbas, a proposta viola os acordos de Oslo — assinados por israelenses e palestinos em 1993.

O anúncio do plano foi feito por Trump na terça-feira (28) ao lado do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

O projeto reformula o mapa da área disputada e permite que o Vale do Jordão e os assentamentos na Cisjordânia sejam anexados à Israel. Além disso, a proposta mantém Jerusalém como capital indivisível do estado israelense.

O novo desenho da região foi feito sob revolta das autoridades palestinas, que não participaram das conversas para definir o plano.

O projeto de Trump ainda determina a criação de um estado Palestino desmilitarizado, suspendendo as atividades militares do Hamas.

No sábado (1º), palestinos foram às ruas protestar contra a proposta de paz dos Estados Unidos. Durante a manifestação foram queimados retratos do presidente Donald Trump e do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu.

*Com informações da repórter Larissa Coelho