Presidente do TCU garante que desvios na saúde vão ser investigados

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2020 06h49 - Atualizado em 19/06/2020 08h10
José Cruz/Agência BrasilO ministro José Múcio Monteiro afirma 90% dos servidores do TCU estão atuando em regime telepresencial durante a pandemia, mas, nas palavras dele, "com altos índices de produtividade"

O presidente do Tribunal de Contas da União, o ministro José Múcio Monteiro, afirma que os desvios de dinheiro da saúde feitos durante a pandemia da Covid-19 ainda devem ser investigados por muito tempo.

Em audiência na comissão mista de acompanhamento das ações contra o coronavírus do Congresso Nacional, o ministro José Múcio Monteiro falou em separar o “joio do trigo” e disse que é preciso distinguir bons gestores e corruptos.  O ministro afirma que as ações de políticos estão sendo acompanhadas e que, após a pandemia, eventuais crimes serão punidos.

O presidente José Múcio Monteiro afirma 90% dos servidores do TCU estão atuando em regime telepresencial durante a pandemia, mas, nas palavras dele, “com altos índices de produtividade”.

*Com informações do repórter Vítor Brown