Presos membros de quadrilha que abordava e coagia passageiros no Aeroporto do Galeão, no RJ

Os casos ocorriam no Aeroporto Internacional Tom Jobim

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2019 06h33
Tânia Rêgo/Agência BrasilAo menos 17 pessoas foram acusadas de incomodar, perturbar e coagir passageiros de voos nacionais e internacionais que desembarcavam no aeroporto

Uma máfia que atuava no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, foi presa. A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (14) ao menos 17 pessoas acusadas de incomodar, perturbar e coagir passageiros de voos nacionais e internacionais que desembarcavam no aeroporto.

Quando estavam no saguão do terminal 2, os passageiros começavam a ser coagidos por integrantes desta máfia, que tinham apelido de Jockey. Cabia a este intermediar a negociação entre o passageiro que buscava transporte rodoviário até o veículo, mas a prática é ilegal.

Além disso, os veículos utilizados pela máfia também eram irregulares, ilegais e não eram cadastrados pela Prefeitura ou pela concessionária que administra o aeroporto.

O chefe do grupo, conhecido como Junior Baiano, foi um dos presos nesta operação. A Polícia do RJ tem informações de que a máfia chegou a agredir motoristas de aplicativos para impedi-los de pegarem corridas com passageiros que saíam do aeroporto.

*Informações do repórter Rodrigo Viga