Prestes a deixar o cargo, Flávio Dino diz que caso Marielle será integralmente solucionado ‘em breve’

Ministro da Justiça e Segurança Pública ainda entregou 700 viaturas para o Programa de Ação na Segurança (PAS) e para o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci)

  • Por Jovem Pan
  • 22/12/2023 07h42 - Atualizado em 22/12/2023 07h48
WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO flávio dino Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, durante entrevista coletiva realizada na sede do Ministério, em Brasília

Durante balanço do ano de 2023 no Ministério da Justiça, o ministro Flávio Dino declarou que a investigação do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes será elucidado “em breve”. O titular da pasta afirmou que solucionar o caso é fundamental: “Não tenham dúvida, o caso Marielle em breve será integralmente elucidado. Porque esse é um caso fundamental pelo seu simbolismo de defesa das mulheres, de defesa das mulheres na política e, portanto, de defesa da política. Porque quem precisa de mulheres na política não são as mulheres, quem precisa de mulheres na política é a política, é o Brasil. Defender as mulheres é defender a democracia brasileira”. A vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes foram assassinados a tiros no centro do Rio de Janeiro no dia 14 de março de 2018. Dois envolvidos no caso já foram presos, mas os mandantes do crime e o motivo ainda não foram desvendados.

Ainda nesta quinta-feira, 21, o ministro Flávio Dino entregou 700 viaturas para o Programa de Ação na Segurança (PAS) e para o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). Além disso, foram doadas câmeras corporais para os policiais da Bahia, o repasse de R$ 78 milhões para os Estados e a divulgação da lista de procurados do Sistema Único de Segurança Pública. Dino deve permanecer no cargo até o dia 8 de janeiro de 2024. Indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e aprovado pelo Senado, o ministro deve tomar posse no STF (Supremo Tribunal Federal) no dia 22 de janeiro.

*Com informações da repórter Marília Sena

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.