Procon notifica companhias aéreas low cost por cobranças indevidas

  • Por Jovem Pan
  • 07/02/2020 06h12
PixabayAs empresas Flybondi, JetSmart e Sky Airlines têm 72 horas para responder o Procon

O Procon de São Paulo notificou três companhias aéreas low cost pela cobrança de bagagem de mão.  A fundação também pediu esclarecimentos de como a presença da taxa é comunicada aos consumidores.

As empresas Flybond, JetSmart e Sky Airlines têm 72 horas para responder o Procon.

Em uma viagem de São Paulo para Buenos Aires, na Argentina, pela Flybondi, não há presença da cobrança extra para mala de mão. Na JetSmart, o passageiro que quiser sair de São Paulo para Santiago, no Chile, pode levar gratuitamente uma mochila de até 10 quilos, mas com dimensões menores do estabelecido pela Agência Nacional de Aviação Civil.

Para mala de mão que seguem as regras da ANAC, o cliente deve pagar 112 reais por trecho.

A Sky Airlines cobra 104 dólares a mais para o passageiro levar uma bagagem na cabine e outra no porão em uma viagem de São Paulo para Santiago, no Chile. Nesse caso, o consumidor tem direito a uma “bolsa”.

A taxação é comum entre empresas low cost na Europa, Ásia e nos Estados Unidos. No Brasil, a ANAC estabeleceu que as companhias devem oferecer franquia de dez quilos de bagagem de mão em todos os tipos de tarifa.

*Com informações da repórter Nanny Cox