Procon quer acabar com acúmulo de fios em postes de SP

  • Por Jovem Pan
  • 17/08/2019 10h03 - Atualizado em 17/08/2019 10h04
Gabriela Biló/Estadão ConteúdoEmaranhado de fios pode causar curto circuito

A Fundação Procon-SP pretende multar as empresas de telecomunicação que não estejam cumprindo as normas na chamada operação Gambiarra, que verifica a quantidade de fios emaranhados nos postes do estado de São Paulo. De acordo com a Enel, 300 dessas empresas estão com a fiação irregular tanto na capital quanto em 23 cidades do entorno.

Além de poluírem o visual da cidade, os fios emaranhados provocam riscos de curto circuito. Segundo o Procon, as multas serão aplicadas com o auxílio de dados da Enel.

É o que explica o diretor executivo da instituição, Fernando Capez. “De acordo com resolução da Anel/Anatel, uma resolução conjunta, somente pode passar seis fios entre os postes, com uma distância de 50 centímetros entre eles. Por essa razão, o Procon vai agir duramente e vai obrigar essas empresas a obedecerem a regulamentação. Muitas áreas já deveriam ter a fiação soterrada, e não se encontram porque estão em atraso. O Procon vai multá-las e vai interditar, temporariamente, o seu funcionamento.”

A Enel informou, no entanto, que das 300 empresas  em situação irregular, a distribuidora só consegue identificar 100.

*Com informações da repórter Marcela Rahal