Professores do RJ ameaçam greve por conta de reforma da Previdência

Nesta quarta, os sindicatos dos professores farão assembleia na Praça XV

  • Por Jovem Pan
  • 24/04/2019 06h06
Marcos Santos/USP ImagensA categoria está insatisfeita com a regra para servidores públicos e quer fazer a paralisação para tentar flexibilização nas mudanças

Professores das redes estadual e municipal do Rio de Janeiro podem cruzar os braços a partir desta quarta-feira (24). A paralisação é de protesto contra a reforma da Previdência.

A categoria está insatisfeita com a regra para servidores públicos e quer fazer a paralisação para tentar flexibilização nas mudanças previstas pela reforma.

Nesta quarta, os sindicatos dos professores farão assembleia na Praça XV, no centro da capital, para definir os rumos da greve. Seria greve de advertência, de apenas 24h, mas como as redes deixam a desejar, qualquer paralisação seria prejudicial.

Segundo os professores, o texto da reforma prevê aumento no tempo mínimo para a aposentadoria. Eles querem a manutenção das regras atuais dentro do regime de repartição.

As autoridades municipal e estadual estão atentas, mas o governador Wilson Witzel estará em Brasília nesta quarta para manifestar apoio à reforma da Previdência apresentada pelo Governo Jair Bolsonaro.

*Informações do repórter Rodrigo Viga