Projeto de lei que regulamenta apps de transporte volta à pauta da Câmara nesta terça (27)

  • Por Jovem Pan
  • 27/02/2018 07h48
Bárbara Batista/Agência SenadoA Câmara dos Deputados vai analisar se as alterações feitas pelos senadores no texto original vão ser mantidas ou serão descartadas

O projeto de lei que regulamenta os aplicativos de transportes entra na pauta do Plenário a partir desta terça-feira (27).

A Câmara dos Deputados vai analisar se as alterações feitas pelos senadores no texto original vão ser mantidas ou serão descartadas.

A diretora jurídica da Cabify, Juliana Minorello, explicou quais pontos do projeto foram substituídos.

Segundo a advogada, esses quatro fatores impedem o funcionamento do serviço.

O diretor de comunicação da Uber no Brasil, Fabio Sabba, disse que a proposta original, ao invés de criar regras, aumenta a burocracia.

A votação do projeto pode mudar a vida de muita gente. Quase 15 milhões de brasileiros utilizam os aplicativos de transportes.

Outras 500 mil pessoas fizeram deste serviço a sua principal fonte de renda.

Independentemente, da escolha da Câmara, a decisão final será do presidente Michel Temer.

Nesta segunda-feira, motoristas de aplicativos protestaram no Largo da Batata, em Pinheiros. Eles querem a aprovação das emendas que modificaram o PLC 28.

O morador de Diadema, Robson de Oliveira, que era um dos manifestantes, afirmou que se a medida retroceder, ele vai ficar sem emprego.

Em nota oficial, a 99 disse que as emendas adicionadas ao projeto pelo Senado garantem mais proteção aos usuários.

A empresa defende ainda uma regulamentação equilibrada que preserve a oportunidade de trabalho e renda de milhares de motoristas.

*Informações do repórter Vinicius Custódio