Projeto que permite venda de etanol do produtor diretamente aos postos pode ir à votação no Senado

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2018 07h17
Rafael Neddermeyer/ Fotos PúblicasO autor da proposta, senador Otto Alencar (PSD-BA), considerou que a medida vai aumentar a concorrência e diminuir os preços

O projeto que permite venda de etanol do produtor diretamente aos postos pode ir à votação no Senado dividindo o setor sucroalcooleiro. O texto teve o pedido de urgência aprovado na terça-feira passada (12).

O autor da proposta, senador Otto Alencar (PSD-BA), considerou que a medida vai aumentar a concorrência e diminuir os preços. Atualmente, a venda do etanol pelos produtores pode ser feita apenas a um outro produtor, a um distribuidor ou para o mercado externo.

A União da Indústria da Cana-de-Açúcar é contra a medida por dificultar a implementação do RenovaBio, a política nacional de biocombustíveis.

A diretora-presidente da Unica, Elizabeth Farina, afirmou que apenas as distribuidoras estão obrigadas a fazer compensações ambientais: “o que é a venda direta? É vender da usina direto para o posto evitando a passagem pela distribuidora, isso vai complicar muito o RenovaBio. A Unica entende que é questão fora de hora para ser discutida”.

Por outro lado, entidades como a Federação dos Plantadores de Cana do Brasil se posicionaram favoravelmente à medida. Além da diminuição no custo, elas alegam que a venda direta é prática comum em vários lugares do mundo.

*Informações do repórter Tiago Muniz