Projeto que proíbe investimento do BNDES no exterior avança no Senado

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2019 07h03 - Atualizado em 13/11/2019 07h32
Marcos Oliveira/Agência SenadoO senador Plínio Valério, relator do projeto, acatou emendas apresentadas para permitir a exportação de produtos e serviços, para não prejudicar a indústria nacional

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (12), projeto de lei que proíbe o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) de financiar, conceder crédito ou prorrogar validade de operações já contratadas com governos estrangeiros.

O texto foi aprovado com emendas que permitem o financiamento da exportação de bens produzidos no Brasil e adquiridos por gestões governamentais externas, para não prejudicar a indústria nacional. O receio de parte dos parlamentares é, na verdade, a aplicação de recursos públicos de contribuintes brasileiros no exterior, diante dos problemas vividos por aqui.

O relator do projeto, senador Plínio Valério (PSDB-AM), aponta que é preciso acabar com a a falta de regras dos empréstimos pra fora. “Isso vai acabar com aquela farra que teve no governo no PT. Aqueles escândalos sobre financiamentos, de muito dinheiro, farra mesmo, de dinheiro. Esse projeto vai acabar com essa farra petista e, a partir daqui, o BNDES vai poder [financiar] sim, mas com regras”, explicou.

A parcela de senadores que votou favoravelmente ao texto acredita que, desta forma, será possível minimizar os prejuízos ao país causados também pela inadimplência dos governos.

A matéria segue, agora, para decisão final da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

*Com informações do repórter Daniel Lian