Projetos culturais são afetados por redução de patrocínios da Petrobras

  • Por Jovem Pan
  • 16/04/2019 08h58 - Atualizado em 16/04/2019 10h20
Tânia Rêgo/Agência BrasilO montante direcionado pela Petrobras para eventos culturais foi reduzido de R$ 153 milhões em 2011 para R$ 38 milhões no último ano

Setores da Cultura já preveem consequências após a redução de patrocínios pela Petrobras. É o caso da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que perdeu por completo a verba da estatal.

Há mais de 20 anos, a Petrobras era o principal patrocinador do evento. A diretora da mostra, Renata de Almeida, afirma que a edição deste ano está mantida, mas será necessária uma diminuição no número de sessões e convidados.

Almeida disse que o investimento da estatal em patrocínios do tipo era positivo para a empresa.

O montante direcionado pela Petrobras para eventos culturais foi reduzido de R$ 153 milhões em 2011 para R$ 38 milhões no último ano.

Em audiência pública na Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados na semana passada, o gerente de Patrocínios da Petrobras, Diego Pila, disse que a redução do investimento da empresa não é novidade e vem ocorrendo desde 2011. Ele ainda atribuiu a queda dos investimentos às dificuldades financeiras da empresa e à diminuição do retorno com esses projetos.

Pila esclareceu ainda que tem orientação do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, para estudar e mudar a política de patrocínio da empresa, contemplando outras áreas, como educação infantil.

Durante a sessão, deputados da oposição consideraram um erro os cortes em patrocínios culturais serem os primeiros em momentos de crise econômica.

*Informações da repórter Victoria Abel