Prometido para 2013, monotrilho da Linha 17-Ouro será retomado

O edital completo vai ser publicado na próxima segunda-feira, dia 15, e contempla a aquisição de catorze composições

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2019 11h24
Estadão ConteúdoQuando a linha estiver pronta, ela vai ter oito estações ligando o aeroporto de Congonhas à estação Morumbi da CPTM

O Metrô de São Paulo abre licitação para comprar os trens e o sistema de sinalização do monotrilho da Linha 17-Ouro. O edital completo vai ser publicado na próxima segunda-feira, dia 15, e contempla a aquisição de catorze composições.

Esta é a última etapa para a retomada de todos os trabalhos de implantação do ramal, prometido originalmente para 2013. Desde então, o Estado de São Paulo foi administrado pelos governadores Geraldo Alckmin (PSDB), Márcio França (PSB) e João Doria (PSDB).

Quando a linha estiver pronta, ela vai ter oito estações ligando o aeroporto de Congonhas à estação Morumbi da CPTM. Também devem ser adquiridas portas de plataforma, equipamentos para o sistema elétrico, aparelhos de mudança de via e de manutenção dos trens.

A sessão de recebimento das propostas está marcada para quinze de setembro. Essa nova contratação vai substituir o Consórcio Monotrilho Integração, comandado pela empreiteira Andrade Gutierrez.

O acordo com o grupo foi rescindido em março porque ocorreram constantes atrasos e redução no ritmo dos trabalhos, segundo o Metrô. O consórcio também era responsável pela construção da via com as vigas por onde vai passar efetivamente o monotrilho.

O edital para essa parte da obra foi publicado no fim de maio e a contratação deve ser feita ainda neste semestre. De acordo com o Metrô, os demais serviços para implantação da linha dezessete-Ouro seguem normalmente.

No entanto, não há prazo para entrega do ramal, orçado em mais de três bilhões de reais.

*Com informações do repórter Tiago Muniz