Proximidade de eleições interfere na pauta e no início de comissões no Congresso

  • Por Jovem Pan
  • 28/03/2018 06h39
Luis Macedo/Câmara dos DeputadosDepois de quatro semanas tentando, o projeto que regulamenta o Sistema Unificado de Segurança Pública não foi aprovado, e as comissões permanentes não foram formadas

A disputa política já interfere diretamente nas atividades do Congresso, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, não consegue manter uma pauta constante.

Depois de quatro semanas tentando, o projeto que regulamenta o Sistema Unificado de Segurança Pública não foi aprovado, e as comissões permanentes não foram formadas. Tudo ficou para a semana que vem.

A situação irrita parlamentares que são convocados todas as semanas. O deputado Major Olímpio (SD-SP) desabafou: o feriado, por aqui, é muito maior. “Se faz treino de feriado aqui, temos a quinta-feira, a Sexta-Feira Santa ate chegar na Páscoa e uma semana antes não se comparece porque temos que nos preparar para o feriado. Estava dizendo da vergonha de há quatro semanas de que tem instalação das comissões permanentes da Casa, mas até agora não tivemos a composição das comissões temáticas da Casa. Não começou o ano aqui e estamos naquelas de ver quando vai acabar”, criticou.

Sobre as comissões permanentes, o ano ainda não começou. Os integrantes não foram indicados e nem presidentes foram eleitos. Assim como nas últimas três semanas, a promessa é de que tudo estará escolhido e instalado na semana que vem.

*Informações do repórter José Maria Trindade