Psicólogos oferecem apoio emocional a professores de escolas públicas

O projeto começou no mês passado e já atendeu 350 professores e 138 estudantes da rede pública

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2020 07h39 - Atualizado em 22/09/2020 08h04
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOA iniciativa conta com psicólogos e oferece apoio socioemocional para professores da rede publica de todo o Brasil

Quem pensa que o trabalho dos professores diminuiu com a pandemia, se engana. A fundação Carlos Chagas aponta que a carga de trabalho aumentou para 65% dos educadores. Além disso, metade está com mais ansiedade e dificuldade emocional do que antes da pandemia. Para lidar com esse problema, Cinthia Rodrigues, fundadora da ONG “Quero na Escola”, ajudou a criar o projeto Apoio Emocional. apoio . Cinthia conta que o suporte começou no mês passado e ate agora já foram atendidos 350 professores e 138 estudantes da rede pública. “A principal angustia dos professores é com a dificuldade de vínculo com estudantes que eles viam todos os dias e que eles tinham forte vínculo e que, muitas vezes, eles sabem que estão em situações de vulnerabilidade mais grave ou menos graves”, explica.

A coordenadora de uma escola da rede publica em Santo André, Elizabete Ribal solicitou atendimento para 20 professores. Ela conta que um dos objetivos é evitar a evasão escolar, que sempre foi uma preocupação e se tornou ainda maior na pandemia da Covid-19. “Fomos muito bem recebidos pela ONG e muito bem recebidos pela voluntária. Fomos muito bem acolhidos enquanto gestão, enquanto coordenação da escola e acredito que vai dar certo essa parceria e vai ser proveitosa para todos aqueles que estarão participando”, afirma. Os educadores interessados podem se inscrever ate sexta feira, dia 25, pelo site. Podem se inscrever professores de todo o Brasil de escolas públicas da educação básica incluindo os que estiverem em cargos de gestão da escola.

*Com informações do repórter Victor Moraes