Quarentena de brasileiros que saíram da China completa uma semana no domingo

  • Por Jovem Pan
  • 15/02/2020 08h13
Um novo teste para avaliar a presença do novo coronavírus deve acontecer na próxima semana

Os brasileiros que estão em quarentena na base aérea de Anápolis, em Goiás, vão participar de um culto inter-religioso neste domingo (16). Na celebração, estarão presentes o arcebispo militar do Brasil, Dom Fernando, um pastor evangélico e um monge budista.

A intenção do governo é oferecer um suporte espiritual independente da religião de cada um. Para o comandante da Ala 2 da Base Aérea, coronel-aviador Gustavo Pestana, a realização do culto não apresenta perigo de contaminação porque, segundo ele, todos usarão os equipamentos de proteção individual.

De acordo com o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra, o local do isolamento é extremamente seguro. “Aqui em Anápolis nós temos o modelo idela. Uma área limitada, segura, com procedimentos em dia alinhados com o que há de mais moderno no mundo, recursos humanos.”

Um novo teste para avaliar a presença do novo coronavírus deve acontecer na próxima semana. Esse é o segundo de três exames previstos até o fim da quarentena, no dia 26 de fevereiro.

A primeira amostra deu negativo para a doença e, até o momento, todos os repatriados permanecem sem apresentar sintomas.

O diplomata da Embaixada do Brasil em Pequim, Flavio Pazeto, diz que pretende voltar para a China após o período de isolamento. “Temos ainda um período das nossas missões para cumprir em Pequim. Após finalizada a quarentena, retomaremos nosso trabalho na capital chinesa.”

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil monitora 4 casos suspeitos do novo coronavírus. São dois no Rio Grande do Sul, um em São Paulo e um no Paraná.

Desde o começo do surto, 43 suspeitas da doença já foram descartadas e nenhum caso foi confirmado.

*Com informações da repórter Letícia Santini