‘Quem é Olavo de Carvalho?’, ironiza líder do PSL na Câmara

  • Por Jovem Pan
  • 30/03/2019 09h25 - Atualizado em 30/03/2019 12h09
Estadão Conteúdo O líder do PSL na Câmara, deputado Delegado Waldir (GO)

O líder do PSL na Câmara, deputado Delegado Waldir (GO) ironizou neste sábado, perguntando “quem é” Olavo de Carvalho, o guru do bolsonarismo. “Não precisamos de filósofo, precisamos do presidente da República, de ministros”, afirmou em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan.

O deputado federal também criticou os ex-presidentes que “querem dar palpite” na condução do país. “Para fazer isso, tem que enfrentar eleição, pedir voto para presidente”.

Segundo o delegado Waldir, o governo não precisa de “palpiteiros de plantão, nem atrólogos nem mãe Dinah”, mas sim “de quem defende o governo”. Na avaliação do deputado, o presidente Jair Bolsonaro e alguns parlamentares “estão equivocados” ao falar em velha política. “Tem que parar com esse discurso porque isso ofende os parlamentares”, explicou ele.

O delegado Waldir disse, ainda, que é preciso reconhecer “a força do Parlamento”. Ele se referiu à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que engessa parcela maior do Orçamento e torna obrigatório o pagamento de despesas hoje passíveis de adiamento, como emendas de bancadas estaduais e investimentos em obras.

A PEC foi aprovada na útima terça-feira (26) em dois turnos, em menos de uma hora, com ampla maioria. Foram 448 votos em primeiro turno e 453 no segundo, inclusive, votos favoráveis de parlamentares do próprio PSL, o partido de Bolsonaro.

A aprovação foi um recado do Congresso a Bolsonaro para que haja mais diálogo e negociaçaõ com os partidos. Agora, a proposta seguirá para o Senado, onde o presidente, Davi Alcolumbre (DEM-AP), já disse ser favorável ao texto.

De acordo com o delegado Waldir, se o presidente “mudar esse discuro e reconhecer a força do Parlamento, de onde ele veio, com certeza o relacionamento será diferente”, concluiu.