Receio afasta clientes no primeiro dia de retomada do atendimento em salões de beleza

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2020 08h28 - Atualizado em 07/07/2020 08h33
TABA BENEDICTO/ESTADÃO CONTEÚDOSalões de beleza retomaram as atividades na segunda-feira (6)

Depois de mais de 100 dias fechados devido à crise do coronavírus, os salões de beleza e as barbearias reabriram as portas em São Paulo. Para poder entrar em um deles, na região do Panamby, é preciso pisar num tapete higienizador, medir a temperatura e passar álcool em gel nas mãos. Nas barbearias, todos os funcionários também usam máscaras e luvas. O agendamento pode ser feito pelo aplicativo da barbearia ou por telefone.

A dona do estabelecimento, a libanesa Souily Sleiman afirma que, mesmo sem cortar o cabelo há 3 meses, os clientes ainda estão receosos: “O primeiro dia foi um pouco tímido devido, acho, ao medo e ao quadro reduzido, de apenas 40 %, e o horário reduzido. Temos que agradecer que estamos retomando.”

Bernard Brion, de 37 anos, trabalha com marketing e mora perto da barbearia no Panamby. Ele conta que ficou 3 meses sem cortar o cabelo e a barba e nesta segunda-feira, se sentiu muito aliviado: “Você tenta fazer barba em casa, mas não é a mesma coisa. Eu vinha toda semana.”

De acordo com o Sebrae, dos 230 mil salões de beleza no Estado de São Paulo, 30% decretaram falência durante a pandemia.