Receita chama a atenção para erros comuns que podem levar contribuinte para a malha fina

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2020 06h21
Marcelo Casall Jr / Agência BrasilNeste ano, as restituições serão pagas em cinco lotes, e não mais em sete, sendo que o primeiro lote será liberado em maio

A Receita Federal alerta os contribuintes para evitar erros comuns na hora de declarar o Imposto de Renda. O prazo de envio do documento vai até às 23h59 da noite do dia 30 de abril. Deixar de declarar o rendimento de um dependente e atrasar para enviar a declaração são alguns dos principais descuidos dos contribuintes

O primeiro conselho, segundo o Superintendente Adjunto da Receita Federal, Luiz Gonzaga, é não deixar tudo para última hora. O auditor-fiscal Marcelo Turazza alerta para que os contribuintes não deixem de declarar os rendimentos dos dependentes e do titular.

O superintendente adjunto da Receita Federal, Luiz Gonzaga, explica que, caso a pessoa entregue a declaração nos primeiros dias, é comum o sistema da Receita apontar que ela está na malha fina.

Deve declarar o Imposto de Renda quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019.

Neste ano, as restituições serão pagas em cinco lotes, e não mais em sete, sendo que o primeiro lote será liberado em maio. A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74.

*Com informações do repórter Leonardo Martins