Três em cada dez formados não conseguem arranjar emprego, diz pesquisa

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2020 07h45 - Atualizado em 12/03/2020 08h18
Tony Winston/Agência BrasíliaO levantamento mostrou que 30% dos formados dos últimos três anos ainda não conseguiram o primeiro emprego

Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (11) mostra que três em cada dez pessoas que se formaram nos últimos três anos ainda não conseguiram entrar no mercado de trabalho.

O dado faz parte do levantamento realizado pelo Instituto Semesp, que reúne as mantenedoras de ensino superior privado em São Paulo.

Ao todo, foram ouvidas 9,4 mil pessoas em todo o Brasil entre 14 de outubro e 30 de novembro do ano passado. A pesquisa tem margem de erro de um ponto percentual para mais ou para menos.

Segundo o diretor-executivo do instituto, Rodrigo Capelato, os recém-formados concorrem no mercado com profissionais mais experientes e que aceitam baixos salários.

“Como elas não têm experiência e você tem falta de emprego, elas acabam concorrem até com pessoas que têm mais experiência e se sujeitam  aos salários mais baixos. Então você tem um problema de empregabilidade maior.”

Para Rodrigo, o programa Verde e Amarelo, do governo federal, de ajudar a resolver esse problema.

O programa beneficia jovens de dezoito a vinte e nove anos que ainda não tiveram um emprego com carteira assinada. A medida provisória está em tramitação em uma comissão mista no Congresso Nacional.

“É um estímulo de contratação de pessoas mais jovens por uma redução de encargos. E, com isso, eu elimino aquela barreira que os mais jovens não têm experiência.”

O levantamento mostrou ainda que, entre os estudantes que já trabalhavam antes de concluir o curso e continuaram no emprego depois de se formar, o salário mais do que dobrou. O aumento foi de 162% na renda mensal após a conclusão da faculdade.

*Com informações da repórter Nicole Fusco.