Rede quer impeachment de Ricardo Salles por crime de responsabilidade

  • Por Jovem Pan
  • 23/08/2019 07h21
Marcos Corrêa/PRO argumento é que as decisões tomadas por Salles, desde que assumiu o cargo, contribuíram para o aumento no desmatamento e no número de queimadas

Parlamentares da Rede Sustentabilidade querem que o Supremo Tribunal Federal condene o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, por omissão e que determine o impeachment dele por crime de responsabilidade. Os pedidos foram apresentados à corte nesta quinta-feira (22).

O argumento é que as decisões tomadas por Salles, desde que assumiu o cargo, contribuíram para o aumento no desmatamento e no número de queimadas registradas na Amazônia nos últimos meses.

Entre os exemplos apresentados na peça, estão a decisão de cortar R$ 5,4 milhões ou 50% da verba do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais, a iniciativa de diminuir de 96 para 23 o número de membros titulares do Conama e a postura de negar o aumento nos índices de desmatamento.

Segundo o senador Raldolfe Rodrigues, que é um dos autores do pedido de impeachment, essas medidas mostram como ele trabalhou contra aquele que é o principal objetivo do cargo que ocupa, que é a preservação do meio ambiente.

O aumento nos índices de desmatamento e na quantidade de queimadas não preocupa apenas a sociedade, especialistas e os parlamentares da Rede Sustentabilidade aqui no Brasil. As críticas ao posicionamento do Governo Federal em relação ao aumento nos índices de desmatamento e no número de queimadas  vêm, inclusive, de fora do país.

Mas, para o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, “o Brasil cuida muito bem do meio ambiente e não precisa da lição de ninguém.” Segundo ele, a Europa utiliza o discurso do desmatamento para impor barreiras ao crescimento brasileiro.

Comissão

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM) anunciou nesta quinta-feira (22) que vai criar uma Comissão Externa para acompanhar a situação na Amazônia. Ele também vai realizar uma Comissão Geral para avaliar o que está acontecendo e propor soluções ao governo.

Os deputados já se articulam para convocar o ministro do Meio Ambiente para essa sessão, que ainda não tem data para ocorrer.

O fato é que os autores da denúncia que pode levar ao impeachment de Ricardo Salles esperam que o Supremo Tribunal Federal decida logo sobre a questão. Afinal de contas, grande parte da Amazônia está queimando e eles acreditam que a postura do ministro é determinante para que a situação permaneça como está.

*Com informações do repórter Antônio Maldonado