Reino Unido discute como diminuir entrada de imigrantes após Brexit

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan
  • 31/01/2018 09h02
EFECom cerca de 14% da população atualmente nascida em outros países, o Reino Unido discute agora como diminuir a entrada de estrangeiros

Um dos temas mais polêmicos da política britânica nos últimos anos têm sido a imigração.

Com cerca de 14% da população atualmente nascida em outros países, o Reino Unido discute agora como diminuir a entrada de estrangeiros.

Sobretudo depois do Brexit, que em grande parte foi motivado pelo sentimento de que o país já recebeu imigrantes demais.

Um grupo de estudos de Londres está sugerindo ao governo que crie um tipo de visto de trabalho especial para os europeus.

A ideia é que aqueles que se mudam para cá sem alta qualificação tenha apenas autorização para trabalhar nos horários considerados antissociais. É o chamado visto da madrugada.

A proposta já causa polêmica entre os britânicos porque, na opinião de alguns especialistas, seria uma forma de alijar os trabalhadores menos qualificados do convívio completo da sociedade.

O fato é que o governo ainda não anunciou seu plano para tratar da imigração quando o país sair definitivamente da União Europeia.

Como o tema foi um dos principais motivadores para o referendo de 2016, espera-se que novas políticas duras anti-imigração sejam tomadas pelo Reino Unido em breve.

Em tese, o direito de permanência dos europeus que já estão por aqui deve ser mantido. Mas dificilmente as portas vão continuar abertas para os europeus, sobretudo os que não tem alta qualificação, depois do divórcio.