Reino Unido pode entrar em quarentena obrigatória já no final de semana

  • Por Jovem Pan
  • 19/03/2020 10h21 - Atualizado em 19/03/2020 10h27
EFE/ Sáshenka GutiérrezEnquanto a cidade vai parando gradativamente, os supermercados seguem extremamente movimentados por conta das compras em pânico

A capital britânica acordou nesta quinta-feira (19) com novas restrições que impactam muito a vida na cidade por conta do coronavírus. Quarenta estações do metrô estão sendo fechadas em todo o sistema da cidade.

O número é até relativamente pequeno se considerarmos o tamanho da rede em Londres — mais ou menos 15% das 270 estações. Ainda assim é um sinal de que a cidade está muito perto de parar completamente nos próximos dias.

Na verdade, o movimento no transporte público da capital já tinha sido reduzido drasticamente porque as empresas estão liberando seus funcionários para trabalhar de casa. O comércio também está fechando as portas.

As linhas de ônibus também estão sendo afetadas e vão passar a circular com a frequência dos sábados — ou seja, menos ônibus nas ruas, também durante os dias úteis. Este novo esquema no transporte público será implementado por tempo indeterminado.

Na quarta, o primeiro-ministro Boris Johnson anunciou que todas as escolas do Reino Unido serão fechadas a partir de sexta-feira (20) – também até segunda ordem. Apenas algumas poucas unidades devem ficar abertas para atender os filhos de trabalhadores vitais para o país neste momento, como da área de saúde e entregadores.

Enquanto a cidade vai parando gradativamente, os supermercados seguem extremamente movimentados por conta das compras em pânico. Os britânicos continuam estocando alimentos como preparação para a aparentemente inevitável quarentena que vem pela frente.

O movimento é tão grande que uma das principais redes do país, que só vende pela internet, suspendeu suas operações. As outras, com lojas físicas, estão restringindo a quantidade de itens que os clientes podem comprar e ainda reservando uma hora por dia apenas para idosos.

Voluntários também estão sendo recrutados para fazer entregas nas casas das pessoas mais vulneráveis.

O consulado do Brasil em Londres mudou seu esquema de operação e agora só atende a emergências envolvendo cidadãos do país.

Até o momento são 2.626 casos confirmados no Reino Unido, com 104 mortes. Londres é a cidade mais afetada — um terço das mortes ocorreram por aqui e há vários indícios de que o vírus está se espalhando muito rápido.

Por isso a expectativa é de que a capital britânica, pelo menos, se não o país inteiro, deve entrar em quarentena obrigatória já neste final de semana.

Futebol

Uma reunião da Premier League deve definir ainda nesta quinta o futuro do campeonato inglês. A teleconferência está marcada para às 10h30 no horário local.

A maioria dos clubes aqui na Inglaterra quer que o campeonato seja finalizado — ainda faltam cerca de 10 rodadas. O campeonato está suspenso até o dia 4 de abril, mas parece claro que ele não irá ser retomado nesta data.

Como a Eurocopa foi cancelada, existe agora a expectativa de que a Premier League seja finalizada por volta de junho. Mas existe a questão dos contratos dos jogadores e dos patrocínios, que em muitos casos acabam na mesma época.

A FIFA já avisou que está buscando uma saída para que as equipes não fiquem desmanteladas antes do final efetivo desta temporada.