Reino Unido tem protestos em apoio às manifestações nos EUA após assassinato de George Floyd

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan
  • 04/06/2020 08h43
EFEO ator da franquia Star Wars John Boyega foi um dos líderes dos discursos contra o racismo -- tema sensível no Reino Unido

A capital da Grã Bretanha teve um grande protesto nesta quarta-feira (3) em apoio às manifestações desencadeadas nos Estados Unidos após o assassinato de George Floyd por policiais. As regras de distanciamento social em tempos de quarentena acabaram ficando para trás diante da revolta contra o racismo,

Milhares de pessoas participaram do ato em Londres, que começou no Hyde Park e teve uma caminhada até o Palácio de Westminster, onde fica a sede do parlamento. A mobilização, que durou praticamente o dia todo e era formada na maioria por jovens, foi amplamente pacífica.

O ator da franquia Star Wars John Boyega foi um dos líderes dos discursos contra o racismo. Esse, inclusive, é um tema sensível no Reino Unido porque embora o país não enfrente um problema sistêmico e institucionalizado como o Brasil e os Estados Unidos, o histórico do país também é cruel.

A começar pelas raízes colonialistas, passando pelo papel exercido durante a escravidão, que por aqui foi abolida mais de 50 anos antes da lei áurea brasileira. No entanto, os contribuintes britânicos financiaram o pagamento de indenizações a grandes proprietários de escravos até o ano de 2015.

Por tudo isso, as palavras de ordem nas manifestações de ontem eram “O Reino Unido não é inocente”. No final do dia um grupo de jovens que participavam dos protestos acabou entrando em confronto com a polícia e quatro pessoas acabaram presas.

Caso Madeleine McCann

Outro destaque por aqui na capa dos jornais desta quinta-feira (4) é uma nova pista no caso Madeleine McCann. Treze anos depois do desaparecimento da menina inglesa na Praia da Luz, em Portugal, a polícia britânica diz ter encontrado um suspeito.

Trata-se de um homem alemão condenado por pedofilia que está preso, mas não teve a identidade revelada. Segundo as informações iniciais ele estava no mesmo balneário que a família britânica na época do desaparecimento em 2007.

Os pais de Madeleine, Kate and Gerry McCann, afirmaram que este desdobramento é potencialmente muito significativo. Apesar de todos estes anos, o caso Madeleine ainda é muito traumático para o Reino Unido e, evidentemente, para a família dela.

Além de ter que lidar com o desaparecimento da filha, em determinado momento Kate e Gerry passaram a ser alvo dos tabloides e da polícia portuguesa. Também por isso o casal acabou se distanciando da mídia nos últimos anos.

Outros questionamentos foram os esforços policiais, tanto dos portugueses, quanto dos britânicos, que consumiram milhões de libras e nunca levaram a uma conclusão concreta. O novo suspeito está preso na Alemanha e a polícia britânica voltou a pedir informações do público que possam ajudar na conexão dos fatos.