Relator da MP do Refis diz que não aceita texto aprovado na Câmara

  • Por Jovem Pan
  • 02/10/2017 06h32
Marcelo Camargo/Agência BrasilAtaídes Oliveira garante que se a Câmara não retirar esse tipo de débito do programa, o Senado irá retirar

O Congresso reage a decisão da Câmara dos Deputados de incluir no novo Refis a renegociação de dívidas decorrentes de crimes de corrupção.

O relator da medida provisória no Senado, senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), afirmou ao jornal O Globo, que não vai aceitar o texto aprovado pelos deputados.

Ataídes Oliveira garante que se a Câmara não retirar esse tipo de débito do programa, o Senado irá retirar.

A MP do Refis perde a validade no dia 11 de outubro e o texto-base já foi aprovado pela Câmara, e, nesta terça-feira, devem ser votados 18 destaques.

O próximo passo é seguir com a proposta para o Senado e, pelo relator, é preferível que caia a MP do que aprovada como está.

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que culpar a Câmara pelo texto aprovado sobre o Refis é “oportunismo”.

Rodrigo maia ainda lembrou que a proposta de incluiu a Procuradoria-Geral da União e que o texto foi anteriormente discutido na comissão mista, formada por deputados e senadores.

*Informações do repórter Fernando Martins