Renan faz duras críticas a Temer: “presidente que não significa nada, não representa nada”

  • Por Jovem Pan
  • 04/10/2017 06h30 - Atualizado em 04/10/2017 11h02
EFE/Cadu GomesRenan defendeu que os deputados não devem arquivar o pedido de investigação contra Temer novamente

O senador Renan Calheiros (PMDB) fez duras críticas ao presidente Michel Temer. O peemedebista disse que o ex-deputado Eduardo Cunha está fazendo a defesa do presidente.

Em entrevista à revista Época desta semana, Eduardo Cunha defendeu Temer: “Janot queria que ele mentisse na delação para tentar derrubar Michel Temer”.

“Até eu ouvi falar que o presidente da República havia trocado de advogado, mas pelo que vi no fim de semana, ele não trocou de advogado. O advogado continua Eduardo Cunha”, disse Renan.

Ainda segundo o ex-presidente do Senado, Michel Temer não tem legitimidade e nem representatividade: “sem legitimidade, sem representatividade, se esforçando para chegar ao fim do mandato com popularidade que chega ao calcanhar. Um problema muito grande para o Brasil é um presidente da República que não significa nada, não representa nada”.

Sobre a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS, que investiga irregularidades nos contratos do BNDES com a empresa de Joesley Batista, Renan Calheiros afirmou que o colegiado foi criado para atrapalhar as investigações em curso.  “Ele está priorizando no Congresso uma CPI que podemos chamar de boi de piranha, para tirar o foco das acusações que existem sobre ele e seu Governo”.

Com relação à denúncia da Procuradoria Geral da República contra Michel Temer, pelos crimes de obstrução de justiça e organização criminosa, Renan defendeu que os deputados não devem arquivar o pedido de investigação novamente.

*Informações do repórter Arthur Scotti