República e Santa Cecília lideram lista de bairros em SP com mais prisões por tráfico de drogas

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2020 06h30 - Atualizado em 22/06/2020 10h25
WILLIAN MOREIRA/ESTADÃO CONTEÚDOProcurada, a Secretaria da Segurança Pública afirmou, em nota, que São Paulo é o estado com a segunda menor proporção de presos pretos e pardos do país, segundo o Ministério da Justiça

Ignoradas pelo Estado, as periferias do Brasil assistiram nas últimas décadas um crescimento enorme do comércio de drogas. É natural pensar, então, que o tráfico se encontra quase que exclusivamente nas regiões mais carentes das cidades. No entanto, na cidade de São Paulo, os bairros com mais casos de detenções por tráfico de droga estão justamente no centro da capital.

As regiões da República e Santa Cecília lideram a lista de 10 locais com maior incidência de tráfico. É o que apontam os dados obtidos pela Jovem Pan por meio da Lei de Acesso à Informação. Além da região central, todos os outros bairros com mais casos de contrabando são de periferias da zona norte, sul e leste de São Paulo.

Um levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública aponta que, nos bairros da periferia onde a reportagem mostrou a maior incidência de tráfico de drogas, são as mesmas regiões onde a Polícia Militar de São Paulo mais matou suspeitos após intervenção policial.

Os dados obtidos pela Jovem Pan também indicam que a maioria dos suspeitos detidos são homens negros. Tal fato pode levar a opinião pública a naturalmente pensar que negros acabam cometendo mais crimes que brancos. Entretanto, segundo o pesquisador do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Dennis Pacheco, isso não é verdade.

“É imotante lembrar que, na verdade, uma boa parte das prisões acontecem pelas abordagens policiais. Então o que a gente tem, na verdade, é um outro indicativo de que os negros são mais abordados pelos policiais do que os brancos. A suspeita ela é construída por aspectos como linguagem, vestimenta, raça, cor, então são elementos da cultura periférica e da cultura favelada.”

Procurada, a Secretaria da Segurança Pública afirmou, em nota, que São Paulo é o estado com a segunda menor proporção de presos pretos e pardos do país, segundo o Ministério da Justiça. A pasta ressaltou que 63% das prisões por tráfico de drogas ocorridas na capital, no período citado pela reportagem, foram realizadas em flagrante

Segundo a secretaria, as prisões e abordagens realizadas pelas forças de segurança estaduais são pautadas exclusivamente por critérios técnicos – conforme código de processo penal – e realizadas uniformemente em todo Estado.

*Com informações do repórter Leonardo Martins