Resultado do PIB consolida processo de retomada da economia, diz ex-presidente do BC

  • Por Jovem Pan
  • 01/12/2017 09h27
Reprodução/Youtube Reprodução/Youtube Dois dos três setores que compõem o cálculo do PIB registraram avanço: indústria cresceu 0,8% e serviços 0,6%. A agropecuária recuou 3%

O PIB do terceiro trimestre deste ano registrou nesta sexta-feira (1º), segundo o IBGE, sua terceira alta seguida na comparação trimestral, o que reafirmou o cenário da retomada gradual de recuperação da economia após dois anos de recessão.

O indicador divulgado pelo IBGE mostrou crescimento de 0,1% em relação aos três meses anteriores. Isso, em valores correntes, corresponde a R$ 1,6 trilhão. Vale lembrar que o Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no País e mede a evolução da economia.

Dois dos três setores que compõem o cálculo do PIB registraram avanço: indústria cresceu 0,8% e serviços 0,6%. A agropecuária recuou 3%.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o ex-presidente do Banco Central Carlos Langoni destacou que o resultado do PIB deste trimestre mostra uma “relativa estabilidade”, mas que de qualquer forma está “consolidando o processo de retomada da economia brasileira, que tem como característica uma retomada lenta e gradual”.

“O que está acontecendo é um processo de reequilíbrio da economia brasileira”, disse.

Segundo o economista, a expectativa do mercado é de um crescimento entre 0,5% e 1%. “O que o mercado aposta é algo na faixa intermediária, que é um crescimento subpotencial, mas importante. A recessão acabou. A grande discussão e desafio é como será o ritmo da retomada, se ela será ou não sustentada no ano que vem onde a componente política volta a ter predominância”, finalizou.

Confira a entrevista completa com o ex-presidente do BC Carlos Langoni: