Riscos em Itatiaiuçu e Barão de Cocais demandam ‘precauções e uma delas é evacuação’, diz Defesa Civil

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2019 09h45
Reprodução/Arquivo Pessoal Famílias são acomodadas em ginásio poliesportivo de Barão de Cocais (MG) após serem orientadas a deixarem suas casas

Moradores dos municípios de Itatiaiuçu e de Barão de Cocais, ambos em Minas Gerais, tiveram de deixar suas casas na manhã desta sexta-feira (08) por conta de riscos de rompimentos de barragens nas regiões.

Na primeira cidade, moradores do distrito de Pinheiros deixaram suas casas por risco na barragem da produtora de aço ArcelorMittal; já na segunda, cerca de 500 pessoas foram retiradas de suas residências por conta da barragem Sul Superior da Mina de Gongo Seco, da Vale.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o porta-voz da Defesa Civil de MG, tenente-coronel Flávio Godinho, afirmou que as ocorrências requerem “certas precauções e uma delas é a evacuação de áreas que podem ser atingidas”.

O protocolo em situações como essas são a de prospecção de locais que podem estar na rota de onde o rejeito pode alcançar. “Diante disso há mapeamento de residências que podem ser atingidas e as pessoas são retiradas”, explicou Godinho.

A Defesa Civil esclareceu ainda que a movimentação das pessoas que são retiradas de suas casas e são levadas a hotéis deve ser custeada pela empresa dona da barragem, nos casos a ArcelorMittal e a Vale.

“Agora é ação exclusiva da empresa de fazer laudos e atestar a estabilidade da barragem. Sendo estável, as pessoas retornam às suas residências”, completou o porta-voz.

Confira a entrevista completa com o porta-voz da Defesa Civil de MG, tenente-coronel Flávio Godinho: