Ritmo de contágio do coronavírus no Brasil está igual ao registrado na Itália e acelerando, apontam pesquisadores

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2020 07h09
Bruno Rocha/Estadão ConteúdoFísicos de universidades brasileiras, norte americanas e alemãs atuam em conjunto nesta pesquisa que monitora o crescimento do surto

Um estudo feito pelo Observatório Covid-19 Brasil apontou que o ritmo da disseminação no país está igual ao da Itália no início do surto. De acordo com a pesquisa, o número de pessoas infectadas dobra a cada 54 horas — o que projeta uma perspectiva de que, na próxima terça-feira, haja mais de 3 mil contaminados.

A velocidade da propagação do novo coronavírus no Brasil também é semelhante à da Espanha, segundo país europeu que mais tem sofrido com a pandemia.

Físicos de universidades brasileiras, norte americanas e alemãs atuam em conjunto nesta pesquisa que monitora o crescimento do surto. Gráficos do observatório mostram como o isolamento social ajuda a diminuir a propagação da epidemia.

Na Itália, a situação piorou nos últimos dias. Nesta sexta-feira (20), foi registrada a maior alta diária de mortes no país, contabilizando 627 óbitos. A região da Lombardia, no norte, continua sendo a mais afetada.

Na quinta-feira (19), a Itália já tinha superado a China em número de mortes — que, agora, já passa de 4 mil. Em contrapartida, o país chinês tem registrado números mais baixos de contágio.

*Com informações da repórter Camila Yunes