Rodrimar perde certificado que garante comércio internacional no Porto de Santos

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2018 09h33
Reprodução/TV GloboNa prática, a medida pode impossibilitar a Rodrimar de atuar no comércio exterior

A Rodrimar perdeu o certificado internacional de segurança de dois terminais no Porto de Santos.

No Diário Oficial desta segunda-feira (02), a Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis, a CONPORTOS, decidiu cassar, por unanimidade, a declaração de cumprimento da Rodrimar nos dois terminais: o Saboó e o Armazém três – Barrilha.

O documento é um certificado de segurança internacional. Sem ele, a Rodrimar deve sair da lista de terminais indicados pela ONU para receber navios estrangeiros.

Em agosto de 2016, uma vistoria da Cesportos, a Comissão no âmbito estadual, encontrou falhas nos sistemas de segurança da companhia.

Sete meses depois da primeira vistoria, houve mais uma fiscalização e, novamente, a comissão encontrou problemas.

Em outubro de 2017, a Cesportos pediu a cassação da Declaração de Cumprimento da Rodrimar. Mas só agora, em abril de 2018, foi publicada a decisão sobre o assunto.

O nome da companhia está estampado nos principais noticiários do país após o dono da empresa, Antônio Grecco, ter sido um dos presos na Operação Skala, da Polícia Federal.

A operação foi deflagrada no dia 29 de março, como parte do inquérito que apura se o presidente Michel Temer beneficiou, com a edição de um decreto, empresas do setor portuário, entre elas a Rodrimar.

A decisão pela cassação será enviada para a International Maritime Organization, agência especializada da ONU sobre a navegação comercial internacional.

Na prática, a medida pode impossibilitar a Rodrimar de atuar no comércio exterior.

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto