Criminosos também levaram joias e esmeraldas em roubo de Guarulhos

  • Por Jovem Pan
  • 07/08/2019 07h10
PAULO LOPES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOO roubo milionário aconteceu no último dia 25 de julho e teve a participação de, pelo menos, 14 pessoas

O prejuízo do roubo milionário do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos foi maior do que se imaginava. Segundo a Polícia Civil, a quantidade de ouro pode chegar a 770 quilos. Até então, se acreditava que os bandidos haviam levado cerca de 718 quilos do metal precioso.

Além disso, os criminosos também levaram esmeraldas e joias, conforme detalha o delegado Pedro Ivo Corrêa. “Havia, junto com esse contêiner, outra carga, de outras empresas. São mais 51 quilos de ouro e 15 quilos de pedras preciosas e 1,650 quilo de relógios e um colar da grife Louis Vitton.”

As esmeraldas tinham como destino a Índia, já os relógios e o colar estavam sendo transportados para a Suíça. Os 51 quilos de ouro que não haviam sido contabilizados iriam para Dubai. O restante da carga estava a caminho de Nova York.

A Polícia acredita que parte da carga avaliada em pelo menos R$ 120 milhões já foi enviada ao exterior. O delegado Rogério Luiz Marques afirma que a China é um dos destinos mais prováveis.

“Uma das formas que nós descobrimos foi através de formiguinhas: chineses que compram peças de ouro, filetes pequenos que são colocados em celulares, e encaminham pra China.”

Na segunda-feira (5), um chinês foi preso na região da Avenida Paulista com cerca de um quilo de ouro. O material estava dividido em 10 barras, mas a Polícia não sabe se faz parte da carga roubada em Guarulhos.

Entenda o caso

O roubo milionário aconteceu no dia 25 de julho, quando cerca de 10 homens armados disfarçados de policiais federais entraram no terminal de cargas do aeroporto.

Até agora, seis pessoas foram indiciadas: Peterson Brasil, Peterson Patrício, Célio Dias, Marcelo Ferraz, Francisco Teotônio da Silva Pasqualine e Joselito de Souza.

Segundo o delegado Pedro Ivo Corrêa, os criminosos já teriam tentado efetuar o roubo pelo menos duas vezes.

De acordo com a Polícia, ao menos 14 pessoas estão envolvidas no crime. Os envolvidos podem pegar mais de 20 anos de prisão pelos crimes de roubo, organização criminosa, extorsão mediante sequestro e uso de documentos falsos.

*Com informações da repórter Natacha Mazzaro