Ruralista aliado de Bolsonaro quer acabar com indústria de multas do Ministério do Meio Ambiente

  • Por Jovem Pan
  • 10/10/2018 06h07
PixabayNabhan Garcia garantiu que o Governo de Bolsonaro, se eleito, não será voltado apenas para grandes produtores rurais

Em um eventual Governo do candidato à Presidência Jair Bolsonaro, o capitão da reserva vai procurar apoiar todos os produtores rurais, desburocratizar processos e acabar com a indústria de multas que existem no Ministério do Meio Ambiente.

A declaração foi dada nesta terça-feira (09) pelo eventual futuro ministro de uma pasta que vai reunir Agricultura e Meio Ambiente. Luiz Antônio Nabhan Garcia, presidente da UDR (União Democrática Ruralista).

Segundo ele, a fusão das pastas visa reduzir número elevado de Ministérios dar mais agilidade ao setor. Garcia aproveitou fez críticas ao ex-ministro do Meio Ambiente, Zequinha Sarney, e ONGs que, segundo ele, são patrocinadas pelo Governo para fazer uma fiscalização inadequada dos produtores rurais.

Para ele, o Governo deveria antes de pensar em multas e punições em um projeto educativo para os produtores rurais: “a lei está aí para ser cumprida. O que não pode ter é indústria punitiva. Tem que ter indústria construtiva, educativa, não pode existir Ministério do Meio Ambiente, como foi comandado por Zequinha Sarney que é um cara que está a serviço de ONGs, interesses escusos”.

Nabhan Garcia garantiu que o Governo de Bolsonaro, se eleito, não será voltado apenas para grandes produtores rurais.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Rodrigo Viga