Rússia nega invasão ao espaço aéreo da Coreia do Sul

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2019 10h17
PixabayOs russos ainda afirmaram que “se os pilotos tivessem se sentido ameaçados a resposta não teria demorado.”

A Rússia negou ter invadido o espaço aéreo sul-coreano. O comunicado foi emitido pelo Ministério da Defesa do país nesta terça-feira (23), depois de acusações da Coreia do Sul de que aviões russos teriam sobrevoado o território.

De acordo com o comunicado, os aviões de modelo TU-95MS faziam voo de rotina sobre águas do mar japonês, consideradas neutras segundo padrões internacionais.

Os militares afirmam que caças coreanos do tipo F-16 se aproximaram das aeronaves fazendo manobras “não-profissionais” e em nenhum momento tentaram se comunicar com a tripulação.

Os russos ainda afirmaram que “se os pilotos tivessem se sentido ameaçados a resposta não teria demorado.”

Eles garantem que não foram alvo de “fogo de advertência”, desmentindo o governo da Coreia do Sul, que alega ter atirado 360 vezes contra os aviões para expulsá-los do território.

As autoridades de Seul alegam que o avião russo teria voado sobre as disputadas Ilhas Dokdo.

O Japão acusa a Coreia do Sul de ocupar o território ilegalmente.

De acordo com o Ministério da Defesa Russo, essa não é a primeira vez que pilotos sul-coreanos tentam impedir voos sobre águas neutras.

*Com informações do repórter Renan Porto