São Bernardo sofre após chuvas: ‘Não tem piscinão e drenagem que dê conta’, diz prefeito

  • Por Jovem Pan
  • 11/03/2019 09h56 - Atualizado em 11/03/2019 10h14
Marcelo Gonçalves/Estadão Conteúdo “Não tem rio, piscinão, drenagem que dê conta de um volume de água como esse”, disse Morando

A cidade de São Bernardo do Campo foi uma das muitas atingidas pelas fortes chuvas durante a noite de domingo (10) e madrugada desta segunda-feira (11). Diversos pontos da cidade do ABC alagaram e até mesmo os piscinões transbordaram.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o prefeito Orlando Morando lembrou que a previsão meteorológica era de chuvas moderadas e um volume de 7 mm. Entretanto, em Rudge Ramos, por exemplo, o volume chegou a 148 mm. “O previsto para o mês todo choveu em quatro horas”, lamentou.

O prefeito evitou procurar responsáveis e disse que segue nos trabalhos para evitar maiores complicações na cidade, mas que “não tem rio, piscinão, drenagem que dê conta de um volume de água como esse”.

Nascido em São Bernardo do Campo, o prefeito disse que não se recorda de ter visto “nada com a intensidade e gravidade que vimos neste domingo”.

Sobre os piscinões, Morando reiterou que eles transbordaram neste domingo e causaram reflexos em toda a cidade. “Na parte baixa tem piscinão na divisa de São Bernardo com Diadema, outro atrás da fábrica da Ford e outro na frente da fábrica da Mercedes-Benz. Nenhum deles comportou (…) Quando ate o piscinão transborda fica difícil controlar”, lamentou.

Sobre a região central, o prefeito destacou a construção de um piscinão que deverá ser entregue em agosto. “Peguei uma obra abandonada, tenho que dar conta do recado e estou dando. Vamos entregar em agosto deste ano. A partir de agosto, com a obra finalizada, sem anomalia de fenômeno meteorológico, não teremos mais enchentes no centro”, garantiu.

Confira a entrevista completa com o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando: