São Paulo amplia enfoque da campanha contra o sarampo

  • Por Jovem Pan
  • 12/08/2019 06h34 - Atualizado em 12/08/2019 10h22
EFEDe acordo com a Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo, 13% de todos os casos de sarampo no Estado afetam bebês de até 6 meses

A Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo anunciou novas medidas de combate ao sarampo. A partir desta segunda-feira (12), a dose da vacina contra a doença será ampliada para bebês entre seis meses e um ano. A medida já era aplicada na capital paulista e será agora estendida para outras 38 cidades do Estado.

Além disso, famílias que pretendem viajar para municípios com o surto da doença também devem imunizar as crianças pequenas. Nesses casos, a vacina deve ser feita com no mínimo 15 dias de antecedência da data da viagem.

Ainda assim, a dose extra não substitui as imunizações do calendário oficial de vacinação. Aos 12 meses de vida os bebês devem receber a primeira dose da vacina, seguida de um reforço aos 15 meses.

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo, 13% de todos os casos de sarampo no Estado afetam bebês de até 6 meses.

O médico infectologista, Jean Gorintchteyn alerta para os riscos da doença em crianças menores de um ano. “É importante que as crianças de seis meses até um ano estejam tomando também a vacina porque o comprometimento delas com a doença acontece de forma muito grave.”

Além das crianças, a campanha de vacinação para jovens entre 15 e 29 anos continua em vigor. 

A meta é imunizar mais de 4 milhões de pessoas até a próxima sexta-feira (16).

*Com informações da repórter Larissa Coelho