São Paulo faz 1ª audiência pública para destravar Rodoanel Norte

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2020 06h47
Governo do Estado de SP/Eduardo Saraiva/A2IMGIniciada em 2013, com previsão de entrega em 2016, a obra do Rodoanel já custou 6,3 bilhões de reais

A retomada das obras do Rodoanel será apresentada nesta segunda-feira (9), durante audiência pública realizada Instituto de Engenharia, em São Paulo. O Trecho Norte terá 44 quilômetros de extensão, na ligação de São Paulo, Arujá e Guarulhos.

O secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Neto, explica que são seis lotes de obras, dentro do projeto original. “Então obedecer esse regramento técnico e com isso iremos conseguir retomar cada uma das obras. Tem lotes que estão mais avançados, lotes que estão menos avançados, e com isso iremos conseguir um bom resultado.”

O estado pretende publicar no final de março, o edital para conclusão das obras. O vice-governador Rodrigo Garcia também detalha o programa de concessões, em áreas além da infraestrutura e transportes.

“Nós temos um programa de concessões robusto. Hoje são 20 projetos que estão avançados para serem concedidos. Esse ano teremos concessão do ginásio do Ibirapuera, do Jardim Zoológico, parques estaduais, privatização dos 22 aeroportos regionais e programas das linhas 8 e 9, então são vários desses projetos.”

O trecho Norte está paralisado desde 2018 com 87% dos trabalhos previstos. Iniciado em 2013, com previsão de entrega em 2016, a conclusão fecha o Rodoanel, com a interligação dos quatro ramais e todas as rodovias que cortam São Paulo, numa extensão de 176 quilômetros.

A obra já custou 6,3 bilhões de reais, o que representa 50% a mais do orçamento inicial. A conclusão está prevista entre 1,7 a 2 bilhões de reais, em um cronograma de 18 a 24 meses de obras; com expectativa de início ainda no primeiro semestre.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos.