São Paulo troca informações com governos de fora para reforçar combate ao coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 30/03/2020 08h08
MARCELO CHELLO/CJPRESS/ESTADÃO CONTEÚDONas conversas os países se comprometeram com as doações através de multinacionais, em um primeiro momento

Neste momento de pandemia, uma das ferramentas utilizadas na luta contra o coronavírus é a troca de experiências entre as nações. Enquanto especialistas, pesquisadores e cientistas buscam vacina que previna a doença, as autoridades buscam informações de quem já vivenciou os problemas a fim de passar pela crise da forma menos impactante possível.

As megalópoles tem uma preocupação ainda maior. São Paulo, que só perde para Nova York em número de representações diplomáticas, tem feito parte desse hall. O governo paulista fez uma reunião virtual com dezenas de representantes estrangeiros.

O secretario das Relações Internacionais do Estado, Julio Serson, afirma que houve entendimentos para o recebimento de doações de materiais médicos como macas, luvas, uniformes, equipamentos de UTI e, especialmente, respiradores.

“Esclarecemos duvidas, trocamos ideias, experiencias e também aproveitamentos a oportunidade para solicitar aos países amigos que nos ajudem nas necessidades, principalmente na área da Saúde — como respiradores e leitos de UTI para o Estado de São Paulo. Aqui estamos preparados, a secretaria de Saúde tem tomado providências. Mas precisamos da solidariedade e ajuda de todos.”

Nas conversas os países se comprometeram com as doações através de multinacionais, em um primeiro momento. Em uma segunda etapa, os que forem vencendo a covid-19 prometem repassar os insumos ao Estado.

O governo de São Paulo, por sua vez, se prontificou em dar apoio aos cidadãos estrangeiros que, por ventura, não conseguiram voltar ao território de origem.

*Com informações do repórter Daniel Lian