Se eleito governador, Skaf promete acabar com ‘saidinha’ de presos e progressão de pena

  • Por Jovem Pan
  • 24/08/2018 09h09
Flavio Corvello/Estadão Conteúdo Para o emedebista, é preciso investir mais em inteligência e equipar melhor as polícias Civil e Militar

Paulo Skaf quer acabar com a “saidinha” de presos e com a chamada progressão de pena. O candidato do MDB ao Palácio dos Bandeirantes esteve em Araraquara, no interior de São Paulo, nesta quinta-feira (23) onde cumpriu agenda de campanha.

Para o emedebista, é preciso investir mais em inteligência e equipar melhor as polícias Civil e Militar. Mas, segundo ele, só isso não basta: “governador de São Paulo tem obrigação de ser grande líder. Vou a Brasília mudar a lei. Não quero mais saidinha, visitinha, criminoso condenado a seis anos, tem que cumprir seis anos”.

A agenda de Skaf em Araraquara teve gravação de programa eleitoral, entrevistas e conversas com líderes locais.

*Informações do repórter Willian Oliveira